Principal
Principal

 

Lição 03

 

A UNIDADE REPRESENTADA

POR SÍmbolos

 

Na Bíblia, encontramos imagens representativas da Igreja:

O corpo, a noiva e o edifício.

Cada símbolo refere-se a um aspecto da unidade na Igreja:

Espiritual, racional e físico, isto é, a unidade no espírito, a unidade na mente e a unidade no corpo, respectivamente.

 

Esses símbolos são tratados com mais detalhes na revista sobre a Igreja, nas lições n° 8 e 9. Aqui, abordamos, somente, os aspectos referentes à Unidade.

 

UNIDADE NO NÍVEL DO ESPÍRITO

 

A figura utilizada no Novo Testamento, representativa da Unidade no espírito, é a do corpo humano. I Coríntios 12:12-31.

 

A meta a ser alcançada pela Igreja, deve ser igual à harmonia espontânea da movimentação do corpo humano.

Para o funcionamento normal do corpo, o cérebro determina a ação. Os órgãos, células, nervos, tendões, músculos, exercem suas funções. Tudo está interligado e ligado ao cérebro.

Assim deveria funcionar a Igreja. Este é o desejo de Deus: todos unidos pelo amor e todos juntos ligados a Cristo.

 

Cristo é a Cabeça da Igreja - Carta aos Colossenses.

A Igreja é o Corpo de Cristo - Carta aos Efésios.

 

Ecumenismo, CMI - Conselho Mundial das Igrejas, Convenções, Concílios, Ministérios, Confederações, são tentativas humanas para a união de Igrejas.

Estes esforços podem conseguir, por um tempo, uma união aparente, porém, vemos pouco progresso através dos anos.

 

A verdadeira unidade provém do trabalho do Espírito Santo, no interior de cada pessoa. Esta é uma operação no coração do homem. Não depende de esforços nem de sacrifícios.

Deus requer um coração voluntário e obediente a Ele.

 

O reconhecimento da nossa fraqueza e da necessidade que temos de receber a cura da alma nos estimula a entregar nossa vida em inteira dependência de Deus.

 

Todo o ser humano está longe do seu Criador.

 

“Porque todos pecaram e estão destituídos

da glória de Deus”. Romanos 3:23.

 

O homem só será feliz quando receber a Vida plena através de Cristo, o único mediador entre Deus e os homens.

 

“Sendo justificados gratuitamente pela sua graça,

pela redenção que há em Cristo Jesus ”. Romanos 3:24.

 

O Espírito Santo opera, em nossas emoções, mente e vontade, na medida em que desejamos. Este é um trabalho que dura toda uma vida. Deus não violenta o livre arbítrio,

 “... Não por força nem por violência, mas pelo meu Espírito,

diz o Senhor dos Exércitos”. Zacarias 4:6.

 

As divisões que acontecem nas Igrejas, resultam de desentendimentos, preconceitos, autoritarismo, manipulação, rebeldia, dificuldade de relacionamento e outros.

Quando a pessoa não abre mão do seu ponto de vista e do seu desejo, impede que a vontade e o pensamento de Deus, sejam conhecidos da Igreja. A unidade é prejudicada.

 

Diferença entre a falsa e a verdadeira unidade:

 

Falsa Unidade:

Unidade Satânica - União de forças contra Deus. Gênesis 11:6.

 

“O reino dividido não pode subsistir”. Mateus 12:25-26.

 

Verdadeira Unidade:

A unidade da Igreja, nos “Últimos Dias”, será estabelecida após a separação entre a Igreja Espiritual e a Igreja Apóstata.

A Igreja apóstata, representada pela Igreja de Laodicéia (Apocalipse 3:14-22) vai se afastando da Palavra de Deus e buscando seu lugar na terra.

Sua mente espiritual vai sendo absorvida pelo pensamento humanista, de que o homem é o seu próprio salvador, e que o bem e a paz mundial serão conquistados com o esforço do homem, esquecendo-se de que o reinado do anticristo será destruído pelo “sopro de Deus”.

Do mesmo modo, a Igreja espiritual, representada por Filadélfia (Apocalipse 3:7-13), vai se aprofundando na comunhão com Deus, no conhecimento espiritual, na fidelidade à Palavra, na preservação da pureza, no uso dos dons, no alcance da maturidade e da unidade, executando a vontade de Deus.

A Igreja Espiritual estará preparada para o enfrentamento das batalhas contra Satanás que opera com todas as suas forças para conseguir seu intento de destruir a Igreja do Senhor.

 

Esta Igreja terá discernimento e poder para perceber a ameaça e impedir a sua própria destruição, mas estará preparada e fortalecida para sofrer pelo nome de Jesus, a ser perseguida; martirizada ou a ser arrebatada.

 

“Bem-aventurado sois vós, quando vos injuriarem e perseguirem, e mentindo,

disserem todo o mal contra vós  por minha causa.  Exultai e alegrai-vos,

porque é grande o galardão nos céus;  por que assim perseguiram os

 profetas que foram antes de vós”. Mateus 5:11-12.

 

“Como guardaste a palavra da minha paciência, também eu te guardarei da hora

da tentação que há de vir  sobre todo o mundo,  para  tentar

 os que habitam na terra”. Apocalipse 3:10.

 

Espíritos de inimizade e discórdia, a distorção da Palavra, dos conceitos de unidade e de serviço cristão, egoísmo, soberba, rebeldia, divisões, facções... são os problemas da Igreja destes tempos. Esforços humanos não salvarão a Igreja, somente o poder de Deus livra, dirige e defende a sua Igreja.

 

 

Lição 02 Índice Lição 04
Unidade do Corpo de Cristo